Translate

domingo, 4 de junho de 2017

Sem provas

O Ministério Público de Curitiba pediu a prisão de Lula. No entanto, na fundamentação diz que não há provas e atribui isso a inteligência do acusado e sua quadrilha. Trata-se de um inominável absurdo, um violento abuso de poder. Não há como se defender uma vez que não existe o ônus da prova. A intenção é tirar Lula da próxima campanha eleitoral e destruir seu legado político. O judiciário inaugurou uma nova modalidade de ditadura e tornou-se um instrumento dos donos do poder. A mídia é refém dessa elite...

terça-feira, 30 de maio de 2017

Fim da Crucifixação: O Quinto Evangelho

domingo, 21 de maio de 2017

A vingança contra Joesley

Os coxinhas querem se vingar de Joesley Batista, um empresário vítima de extorsão de políticos que apareciam na tv como paladinos da justiça e que teve a coragem de denunciar um presidente golpista em exercício e um partido intocável, o PSDB. Por isso querem massacrar o delator. Dizem que ele ganhou na valorização do dólar com a divulgação das gravações. Acontece que ele denunciou em segredo de justiça e as provas foram produzidas pela Policia Federal. Joesley não podia imaginar que isso vazaria em um jornal e em que dia vazaria, nem que o ministro do STF levantaria o sigilo... Ou seja, querem mesmo a vingança porque ele provou que Temer e Aécio era descarados corruptos, apoiados por outra leva de corruptos na política e fora dela...

Coxinhas da mídia estão em um movimento para punir Joesley, que fez um acordo na justiça e só na Lava Jato já teve mais de 70 delatores, que mesmo sem provas, tiveram acordos mantidos e estão livres e são elogiados por juízes e promotores.

A MALETA DO TEMER

O deputado Rodrigo Rocha Loures( PMDB-PR), recebeu uma maleta de dinheiro em nome de Temer, fotografado e filmado pela PF, com as notas com os números de série registrado e um chip na maleta. No entanto, não se divulgou até agora onde foi parar a maleta, Trata-se aqui de um esquema de proteção do Temer, porque a maleta pode ter ido para o local mais seguro que existe, o Palácio do Planalto. A maleta de Aécio foi para um secretário de Zezè Parrela e depois entregue 400 mil a doleira Roberta Funaro, ligada , juntamente com o marido, a Eduardo Cunha,..agora ligada também a Aécio.

A verdade é que o esquema do PSDB é muito grande para caber em cueca,

sábado, 20 de maio de 2017

Querem a cabeça de Joesley

Já está claro que a ousadia de Joesley Batista em denunciar o esquema do PSDB, que hoje protege Temer, vai lhe custar caro, muito caro. Já se iniciou o processo de desqualificação dos áudios, que tem as vozes de Temer e Aécio rebaixadas, mas não inaudíveis como se pretendia, peritos já dizem que houve cortes na gravação, Fachin já colocou isso no processo, a delação já foi homologada no STF mas o MP quer cobrar 12 bilhões para aceitá-la, conseguiram manter os ministros todos no governo, a mídia só bate no Joesley, o deputado Rodrigo Rocha Loures da mala de dinheiro chegou sorridente na sexta-feira (19) no aeroporto Internacional de Guarulho, as denúncias contra a JBS se avolumam e o resultado final vai ser um mandato de prisão contra Joesley, o MBL comemorando nas ruas, o fechamento da JBS...o PSDB é super blindado. Protógenes Queiroz que colocou há alguns anos o banqueiro ligado ao PSDB na cadeia, foi expulso da PF, está exilado na Suiça com mandato de prisão expedido e ameaças de morte...

A sorte ou azar do Joesley Batista é que não temos pena de morte. Azar porque nossas prisões são sucursais do inferno...

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Mídia contaminada

Diante das provas materiais irrefutáveis, onde consta declaração do delator Joesley Batista de que mantém uma boa relação com a mídia, que se mantém alheia as provas em uma intransigente defesa do governo Temer, fica patente que o esquema milionário desvendado nas gravações de Aécio e Temer pode ter uma penetração monetarizada no jornalismo. Difícil achar uma saída para uma nação comprometida em todos níveis de poder e que ainda acha um doentio respaldo popular nos diversos segmentos sociais.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Giordano Bruno

Giordano Bruno está citado no meu livro O FIM DA CRUCIFICAÇÃO: O QUINTO EVANGELHO;

Todos agora concordam que a Terra é redonda e gira ao redor do sol. Isto contrariou no passado o entendimento que durou 1 700 anos de que a Terra era o centro do universo. Copérnico publicou um livro com a teoria heliocêntrica, mas permitiu que na introdução constasse que era só uma teoria para não ser levada a sério. Era o medo da igreja. Alguns séculos depois Giordano Bruno foi condenado a ser queimado vivo por ensinar Copérnico. Anos depois Galileu Galilei foi condenado a prisão. O paradigma era religioso e quem fosse contra seria herético. O paradigma mudou, já não tratamos a divergência de ideias desta maneira. Giordano Bruno, que também defendia o universo com infinito de planetas habitados, ainda não se ajusta ao padrão vigente da normalidade, mas estaria em grupos intelectuais e espirituais em crescimento e representativo. Giordano Bruno é ainda para o futuro.

A evolução da ciência serve como base da adaptação paradigmática. E a ciência evolui, conduzindo ajustes. Vivemos ainda sob o paradigma da física clássica e do método de Descartes. Einstein com sua teoria da Relatividade Geral ampliou o modelo. Este é o moderno, mas a base é século XVIII. É um modelo materialista. A ciência de um lado e a religião de outro. A religião se transformou em um negócio lucrativo e o materialismo levou o mundo a um beco sem saída, minado por artefatos atômicos. Do beco pode não sobrar sequer a prova que existiu. Ou seja, o paradigma atual chegou ao fim.


Disponível na amazom.com.br

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Dona Marisa Letícia e o Museu do Amanhã

Não, não se descobriu que Dona Marisa era proprietária, além do tríplex do Guarujá, do Museu do Amanhã, que pertence a Fundação Roberto Marinho, construído pela empreiteira Noberto Odebrecht, em um porto no Rio de janeiro, ao custo de 500 milhões, mas 3 bilhões para revitalização do porto. Mais precisamente, construído pela Concessionária Porto Novo, formada pela OAS, Odebrecht e Carioca Engenharia, as três na Lava Jato, em uma parceria com a Prefeitura e Estado do Rio de Janeiro. O dinheiro, 3,5 bilhões de reais, saiu do FGTS, administrado pela Caixa. A Carioca Engenharia na delação premiada disse que pagou a Eduardo Cunha e um conselheiro do FGTS para intermediarem junto a CEF, segundo informação da mídia, inclusive da própria Globo, que é o dono do Museu do Amanhã, uma genial obra do arquiteto espanhol. Em tempo Eduardo Cunha não responde por isso na justiça, mas sim por manter recursos não declarados em paraísos fiscais...

Resumindo: O Museu do Amanhã da Globo foi construído pela Odebrecht e mais duas empreiteiras envolvidas na Lava Jato.

A delação da Carioca Engenharia, ano passado
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/delator-aponta-propina-de-r-52-milhoes-em-36-parcelas-a-eduardo-cunha/

domingo, 11 de dezembro de 2016

Ex-governador Cabral na mídia da Lava Jato

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, em prisão preventiva, foi transferido para Curitiba, sob alegação de privilégios no presídio de Bangu. A sua esposa também está presa preventivamente. Sem julgamento, portanto sem sentença, o governador teve a cabeça raspada e exposto à execração pública na mídia. Sua prisão aconteceu em meio a uma crise governamental no Rio, ou seja, foi no  omento midiático, O povo festeja na rua e a publicidade vai toda para o o juiz herói da Lava Jato. A transferência agora para Curitiba vem quando a Lava Jato está sobre fogo cruzado das redes sociais com as fotos festivas do juiz Moro com o PSDB...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

A nação dos perfeitos idiotas

Temer reduziu a pensão dos viúvos e viúvas em 50%, reduziu a aposentadoria em 50%, integral apenas para quem contribuir 49 anos, nivelou as mulheres aos homens, excluiu os militares da reforma e o povo está preocupado porque o STF não decapitou Renan.
A revolta do PT é ainda mais idiota. Renan Calheiros, junto com Collor, Sarney e Aldo Rebelo, foi o responsável pela sustentação do governo Lula. Esse grupo enfrentou a tropa de choque do PSDB, que babava de ódio.
Lula fez a reforma da previdência em 2003, de maneira democrática com apoio de todos governadores do pais, inclusive os da oposição, depois foi acusado de ter comprado os deputados e senadores no Mensalão.
Agora um governo ilegítimo faz um reforma violenta com apoio massivo da Globo e companhia, em meio a uma ditadura do STF que prende inocentes sem julgamentos e liberta culpados profissionais, excetuando a base petista, com o público desvairado festejando..

domingo, 4 de dezembro de 2016

Ferreira Gullar na patocracia


A semana se foi e levou o poeta Ferreira Gullar, 86 anos, um otimista marcado pelo drama pessoal de ter dois filhos esquizofrênicos. Nos necrológios da mídia estampam seu passado de comunista, sua luta contra a ditadura, etc. Isso parece que é bonito quando a pessoa morre. Ninguém quer lembrar que ele se tornou um conservador, homem da extrema direita, poeta oficial da burguesia patocrata.

A poesia brasileira morreu com João Cabral de Melo Neto em 1999. Em plena seara estéril, Ferreira foi um desses concretistas que escapou da pedreira geral por meio de um único poema, que lembrou a verve da alta poesia de antigamente. No mais, foi útil a nossa patocracia dominante.

O Povo do Lago

Começou com um olho de areia no quintal da casa do velho Quincas, na cidade de Soledade. Um pequeno olho de areia de dois palmos à sombra da goiabeira. O velho Quincas, tísico, mal comia, mal andava, morreu meses depois sem tomar conhecimento daquele olho de areia. A primeira vítima foi justamente a goiabeira, depois que o olho de areia branca lhe envolveu a raiz, sufocando-a. O olho arenoso continuou crescendo, matou os quintais e se estendeu para a área contígua, o sítio de Zé Lima.

Assim começa o romance O Povo do Lago de Neuton Lelis. Misturando a realidade dura e crua do nordeste brasileiro com a realidade fantástica, ele tece um enredo saboroso com personagens marcantes que transitam por uma história ora mágica, ora fantasiosa, ora tão real, que a verdade que habita nos diversos rincões destes brasis surge em toda sua nudez...